Follow

@eliseidenise
Estão certos eles.
Nós é que deveríamos ter restringido vôos em diversas ocasiões e perdemos o tempo.
Exemplo: a Pandemia inteira estivemos aceitando vôos do país com o maior número de mortes no planeta. Estas pessoas vêem praticar turismo por aqui - em instalações que seguem protocolos de higiêne - e vão embora.
Não há estudos ou testagens que investiguem o quantos novos casos são introduzidos desta maneira.

Parece que atrair capital externo é sempre a prioridade.

Proibiram vôos internacionais por aqui somente depois das festividades de fim de ano, o que é claramente uma política atrasada, meio que “para Inglês ver” - só que depois que já veio, curtiu e foi embora.

O país é grande, até um controle de vôos - com testagem e quarentena - por região mais afetada seria uma estratégia importante.

Estamos sem coordenação e logística alguma.
Quase em regime de auto-gestão, justo aonde uma supervisão centralizada seria benéfica.
Agora, outras autonomias regionais que são interessantes, não existem.

Sign in to participate in the conversation
Qoto Mastodon

QOTO: Question Others to Teach Ourselves. A STEM-oriented instance.

An inclusive free speech instance.
All cultures and opinions welcome.
Explicit hate speech and harassment strictly forbidden.
We federate with all servers: we don't block any servers.